20 anos de Lombada Eletrônica no Brasil

20/08/2020 às 4:17 pm

O Brasil comemora hoje, dia 20 de agosto de 2020, 20 anos da instalação da primeira “Lombada Eletrônica”, instalada em Curitiba cidade natal dos engenheiros inventores do dispositivo. Sim! É uma invenção genuinamente brasileira e já adotada em vários países do mundo.

As lombadas eletrônicas são dispositivos usados no trânsito com o propósito de controlar a velocidade do tráfego em um determinado ponto da via. Possui funcionamento igual ao dos radares. Ou seja, a medição da velocidade do veículo se dá pela sensibilização do campo magnético entre os laços do pavimento, que contém os transmissores e receptores da lombada. Elas possuem ainda um conjunto de luzes que mostra o enquadramento da velocidade e um mostrador que informa ao motorista a velocidade do veículo no momento da passagem. Caso exceda o limite de velocidade estabelecida para aquele ponto, o dispositivo automaticamente registra a imagem do automóvel e, por um microcomputador, alimenta a base de dados da autoridade de trânsito responsável pela via.

Desde a implantação do Código de Trânsito Brasileiro, em 1998, que permitiu o uso da tecnologia no controle do tráfego, registrou-se em muitas cidades do país uma significativa redução dos acidentes decorrentes do excesso de velocidade e, sem dúvida, o principal fator dessa redução foram os equipamentos de fiscalização eletrônica implantados. O excesso de velocidade é a causa de uma em cada três mortes por acidentes de trânsito em todo mundo. Uma pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento atribui à fiscalização eletrônica à redução de 60% de óbitos e 30% de acidentes no trânsito. Não há dúvida que os equipamentos de fiscalização eletrônica, como as “lombadas eletrônicas” e os “pardais”, inibem o excesso de velocidade. E mais! Esses dispositivos possuem também outras funções, como registrar avanço de sinal vermelho, a circulação em faixa exclusiva, as conversões proibidas e até permitem localizar veículos roubados ou sob busca e apreensão legal.

Sentinela no trânsito

No Brasil, o desenvolvimento e a implantação de equipamentos de fiscalização eletrônica teve início há 25 anos com a invenção da lombada eletrônica pela Perkons, uma empresa de tecnologia voltada para a segurança viária. A criação da Lombada tem uma história curiosa. No início dos anos 90, engenheiros da empresa paranaense sofreram um acidente ao passar por uma lombada física e começaram a pensar em uma forma mais eficiente e menos abrupta de se reduzir a velocidade. Até então, não existia no mundo qualquer equipamento similar. Depois de muito estudo, em 20 de agosto de 1992, foi instalado o primeiro modelo da lombada eletrônica na Rua Franscisco Derosso, uma das vias mais movimentadas de Curitiba (PR). De tão inovadora, a lombada foi incluída no livro 101 Inovações Brasileiras. Adotada hoje em larga escala – e já ultrapassando as fronteiras do território nacional – a lombada eletrônica evitou, conforme estudo do Ibmec/RJ, mais de mil mortes e mais de 12 mil acidentes nas rodovias federais brasileiras somente no ano 2004. O mesmo estudo apontou que, a cada equipamento de fiscalização eletrônica instalado, são evitados cerca de três óbitos e 34 acidentes por ano. É a aplicação da tecnologia, por meio da inteligência multifuncional, proporcionando mais eficácia e efetividade à fiscalização, possibilitando ao cidadão um trânsito mais seguro, humanizado e democrático.

 

Fonte: Wikipedia e Portal do Trânsito

últimas Postagens