5 tipos de drogas e seus efeitos ao volante

01/09/2016 às 4:05 pm
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

O consumo de drogas por condutores de veículos oferece não apenas riscos para a saúde do indivíduo, como também para todos que trafegam pelas ruas, estradas e rodovias, podendo resultar em mortes de inocentes e tragédias irreparáveis.

Você conhece os males e os distúrbios que essas substâncias provocam no organismo de quem está ao volante? O ITTS separou 5 das principais drogas e seus efeitos.

1. Heroína

A intoxicação por heroína é caracterizada por euforia, contração das pupilas, sonolência, pressão baixa e queda da frequência cardíaca. O perigo da utilização dessa droga por motoristas é duas vezes maior, pois mesmo quando não utilizada, a síndrome de abstinência pode provocar reações perigosíssimas quando misturadas com a direção, como hiperatividade, aumento da frequência respiratória,  suadouros, tremores, dores musculares, entre outros.

shutterstock_388723501

2. Maconha

Muitos consideram a maconha como uma droga “inofensiva”. Errado! A maconha pode produzir, entre outras coisas, um estado de ilusão e perturbação da percepção de tempo, profundidade e espaço que é extremamente perigoso para quem vai conduzir um veículo.

shutterstock_357425645

3. Cocaína

A cocaína produz hiperestimulação, euforia e sentimento de grande poder. Os efeitos tóxicos da utilização dessa droga se caracterizam por taquicardia, hipertensão, formigueiro, contrações musculares, alucinações visuais e nervosismo extremo. Agora já pensou esses efeitos agindo em um motorista? O uso da cocaína pode desenvolver ainda uma conduta violenta ao volante, o que pode ser muito perigoso!

shutterstock_400170949

4. Ansiolíticos

Presente em medicamentos, quando utilizados em doses elevadas possuem efeito sedativo progressivo, ocasionando diminuição do estado de alerta, sonolência e perda da coordenação muscular. O quadro pode evoluir para confusão, sono profundo, e até possibilidade de morte súbita! Agora imagine todos esses sintomas combinados com a força destrutiva de um automóvel, em uma rua cheia de pedestres e motoristas!?

shutterstock_197380862

5. LSD

LSD é um alucinógeno super potente, que apresenta incalculáveis riscos no volante através de alterações do pensamento, da percepção e das sensações, causando dificuldade para diferenciar os limites entre os objetos e entre o indivíduo e seu entorno. Com o uso dessa droga, perde-se ainda a consciência do tempo. São freqüentes a ocorrência de sintomas como: taquicardia, hipertensão arterial, fotofobia, debilidade muscular, os tremores, enjoos e sonolência.

shutterstock_162034685

FONTE

últimas Postagens