O que diz a lei de trânsito sobre celulares?

23/04/2019 às 12:56 pm

Todo mundo sabe que dirigir falando ao celular é uma infração de trânsito. Mas será que é possível mandar mensagens enquanto dirige? E conversar usando o Bluetooth?

Primeiramente, é bom esclarecer que o celular tira a atenção e diminui o tempo de resposta do condutor. De acordo com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) o uso de celular ao volante é a terceira maior causa de fatalidades no trânsito no Brasil. Uma mensagem de texto pode até parecer inofensiva, mas um estudo feito pela Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) apontou que desviar o olhar para responder uma mensagem no Whatsapp à velocidade de 80 km/h equivale a dirigir a extensão de um campo de futebol inteiro com os olhos fechados. Portanto, usar o celular só quando o carro estiver estacionado.

Usar o celular enquanto dirige é uma infração gravíssima segundo o Código de Trânsito Brasileiro, o CTB. Isso quer dizer que o número de pontos na CNH por falar ao celular é o máximo previsto no Código, pois essa é categoria mais alta na escala de gravidade das infrações.

GPS

Está permitido usar o celular na função GPS desde que ele esteja fixado no para-brisa ou no painel dianteiro do veículo. Para inserir o endereço no aplicativo, no entanto, é melhor fazê-lo enquanto ele estiver parado e com o motor desligado, para evitar multas e acidentes.

Fone de ouvido

Fone de ouvido nem pensar. A regra é bem clara: de acordo com parágrafo VI do artigo 252 do Código de Trânsito, é considerada infração média “dirigir o veículo utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular”.

Bluetooth

Não há uma definição explícita sobre conversar utilizando o bluetooth do carro, mas é melhor evitar. O artigo 169 diz que é infração média ‘dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança’, e não há como ter atenção plena no trânsito quando você está falando com alguém ao telefone.

últimas Postagens