SEST/SENAT realiza campanha por mais segurança no transporte rodoviário.

08/11/2021 às 7:14 pm

A ação será em todo o país, durante o período de 8 a 12 de novembro, e conta com a parceria dos Ministérios da Justiça e Segurança Pública, da Infraestrutura e da Polícia Rodoviária Federal.

No ano passado, foram registradas 14.159 ocorrências de roubo de cargas no Brasil, segundo dados da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística. Apesar desse número representar queda de 23% em relação ao ano anterior, o cenário ainda é preocupante. Além do aspecto financeiro – o prejuízo para as empresas chegou a R$ 1,2 bilhão –, existem os prejuízos psicológicos causados aos motoristas e as perdas de vidas humanas durante as ações criminosas. Com esse foco, o SEST SENAT realiza uma grande campanha nacional, com o tema “Por mais segurança para você e para a sua carga”, para alertar motoristas profissionais do transporte rodoviário de cargas e caminhoneiros autônomos sobre a importância do planejamento das rotas para evitar roubo de cargas e também sinistros.

Gestão e Segurança – Uma gestão de transporte de cargas eficiente garante que empresas e motoristas profissionais empreguem boas práticas no processo logístico, proporcionando mais eficiência e maior segurança em todo o processo. Apesar de as empresas estarem investindo cada vez mais em tecnologias de rastreamento dos veículos e controle de rotas como forma de reduzir o problema, a boa gestão dos motoristas também é fundamental para coibir esse crime. Dessa forma, é essencial sensibilizar os profissionais do transporte sobre a importância de capacitação em cursos que auxiliam na gestão do seu trabalho, na análise de riscos do trajeto, na atenção à saúde, no planejamento de percurso, no respeito ao tempo de direção contínua e no cuidado com o caminhão. Os atendimentos serão realizados em locais como pontos de parada, postos de combustíveis e Postos da PRF. Durante a ação, também serão oferecidos atendimentos de saúde nas especialidades de odontologia, fisioterapia, nutrição e psicologia.

Fonte: Fetranscarga e redação do Portal TRÂNSITO LIVRE.

últimas Postagens