32 medidas para o trânsito brasileiro

09/10/2017 às 3:16 pm
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Publicado em: Confralog

No mês em que o Código de Trânsito Brasileiro completou duas décadas, e faltando apenas três anos para o fim da Década de Ação pela Segurança no trânsito, fizemos um balanço do que já avançamos e do que ainda falta fazer para o país qualificar a gestão do trânsito, reduzindo a acidentalidade e promovendo mais qualidade de vida. Dessa reflexão surgiu um documento que enviamos ao Denatran contendo 32 medidas  que consideramos importantes para avançarmos.

Entre as propostas, algumas utilizam como exemplo nossa própria experiência, como é o caso da legislação de desmanches e da filmagem de aulas e provas práticas.  Propusemos, ainda, a substituição do exame toxicológico hoje realizado pelos caminhoneiros por outra solução, mais econômica para o motorista e mais eficaz para a segurança no trânsito.

A lista é abrangente, mas limita-se às atividades que envolvem, direta ou indiretamente, os Detrans. Precisamos avançar também nos pilares da engenharia de trânsito, segurança veicular e cuidados pós-trauma.

Alcançar a meta da ONU – ou a meta ideal de zero mortes no trânsito – exige o envolvimento de todos. E mais que isso: assim como o trânsito precisa de harmonia para fluir, como bem ilustra a nossa campanha para a SNT, a gestão do trânsito também.

últimas Postagens