Câmera inteligente na fiscalização do trânsito

25/08/2020 às 1:17 pm

O termo inteligente nunca foi tão mencionado no desenvolvimento de novas tecnologias. Quando o assunto é mobilidade, logo vem à mente cidades inteligentes, sistemas de transportes inteligentes, inteligência artificial e, portanto, não tem como escapar de uma solução capaz de integrar esses conceitos, que otimizam a eficiência das operações e serviços de uma cidade em tempo real.

 

Diante da necessidade de novas soluções, a empresa Pumatronix desenvolveu um equipamento capaz de impulsionar o desenvolvimento de modelos inteligentes para a gestão do tráfego. Trata-se da câmera ITSCAM 600 que chega ao mercado com o propósito de tornar popular o conceito de smartcam no Brasil. De acordo com o CEO da Pumatronix, Sylvio Calixto, a tecnologia permite que autoridades, técnicos e gestores das cidades possam interagir em tempo real na gestão de infraestrutura, trazendo, dessa forma, mais qualidade e segurança para os cidadãos. “A ITSCAM 600 irá possibilitar que medidas e ações sejam tomadas para colaborar com o crescimento sustentável das cidades”, explica. Ainda, de acordo com Calixto, a nova solução tem um sensor HDR otimizado, com o objetivo de reduzir os índices de iluminação que prejudicam a imagem e registrar com melhor precisão. “Os benefícios são fotos noturnas mais nítidas e um processamento superior nas imagens coloridas na função diurna, resultando em maior acuracidade na leitura de placas veiculares. Esse tipo de tecnologia é necessário para a qualidade e o desempenho da entrega dos dados para gestão, esclarece”.

 

Com lançamento previsto para novembro de 2020, a ITSCAM 600 já está operando em alguns pontos estratégicos de grandes capitais. É considerada uma câmera inteligente porque permite o desenvolvimento de aplicações para a captura e processamento de imagens utilizando inteligência artificial com diferentes tipos de conectividade. A Smartcam está habilitada para a tecnologia 4G e vem preparada para a tecnologia 5G, além de possuir GPS e Wi-Fi. “Se houver queda de conexão, a solução continua processando os dados capturados em tempo real e, depois do restabelecimento dessa conexão, ela encaminha os dados já processados, atuando de maneira mais rápida e efetiva”, reforça o CEO. Por ser um equipamento de baixo consumo de energia, ele pode ser alimentado por energia solar e, junto à capacidade de comunicação autônoma, se transforma em um produto totalmente stand alone. A solução traz uma proposta mais ousada aos sistemas de transportes inteligentes atuais, tanto em termos de produtividade quanto escalabilidade. “É uma câmera que o mercado pode usar com mais amplitude, se comparado ao que já é oferecido pelos concorrentes internacionais. Isso porque é um produto autônomo, com desempenho superior e tem a vantagem de possuir suporte nacional. Isso faz toda a diferença, já que a maioria dos suportes possuem prazos altos ou dependem de alguma importação, os acessos são burocráticos e, geralmente, não existem linhas de financiamento para os integradores”, expõe Calixto. Ele acrescenta que isso poderia prejudicar o desenvolvimento das cidades inteligentes, que estão em constante transformação e precisam do apoio das empresas para o investimento em inovação.

Fonte: Portal ESTRADAS

últimas Postagens